& vbCrLfFrase da barra de menu desktop
Logo Voz da Fiel Titulo mobile
       
 

Jair explica saída de Danilo e reconhece dificuldades após empate

 
       
 

Danilo entrou apenas no segundo tempo, sendo que vinha como titular absoluto de Jair nos últimos jogos

 
  Por:

Voz da Fiel

26/11/2018 07:51:42  
       
 
 
 
       
   Jair explica saída de Danilo e reconhece dificuldades após empate   
  Foto: Reprodução/Internet/Voz da Fiel  
       
  O técnico Jair Ventura surpreendeu neste domingo ao sacar Danilo do time titular e promover o deslocamento de Romero para atuar como centroavante entre os titulares no empate sem gols com a Chapecoense, na Arena Corinthians. Forçado a acionar o meia no segundo tempo para buscar a vitória, o comandante explicou que precisava dar descanso ao atleta de 39 anos.

“Quanto ao sistema, não houve mudança, mantivemos o 4-2-3-1. O Danilo vinha em uma sequência muito grande, cinco jogos consecutivos, ele já possui uma idade avançada e optamos por preservá-lo um pouco e entramos com o Romero”, avaliou Jair.

Único a dar sequência a Danilo como titular nos últimos dois anos, Jair acabou privando o atleta de um tempo maior naquele que foi seu último jogo na Arena como atleta do Corinthians. Ídolo da torcida, Danilo explicou que rejeitou a proposta para se tornar dirigente do Timão por ainda crer ter condição de jogar por uma oura equipe.
 
      
 

 
  Ainda que tenha defendido sua opção de entrar com o paraguaio no comando do ataque, Jair reconheceu que o time teve uma atuação ruim frente a um adversário que luta para se livrar do rebaixamento. Para ele, faltou ser mais incisivo no ataque.

“Sobre o jogo, concordo que pecamos na finalização. Tivemos um chute do Vital, a bicicleta do Pedrinho, um chute do Jadson. Enfim, tivemos 70% de posse de bola, mas com pouca finalização. Não adianta se ter o controle de bola e ser pouco efetivo, sabemos que fomos pouco efetivos”, observou, deixando no ar uma certa desaprovação pela postura do adversário.

“Não é desculpa dizer que a Chape veio com os 10 homens atrás da linha da bola, o Corinthians tem que dar um jeito de criar e tivemos dificuldades”, concluiu Jair, assegurado no comando da equipe apenas até o jogo contra o Grêmio, no domingo, às 17h (de Brasília), em Porto Alegre.
 
      
   
 

 
 
Avaliação desta notícia vai para: Gazeta Esportiva