& vbCrLfFrase da barra de menu desktop
Logo Voz da Fiel Titulo mobile
       
 

Invicto em finais, Cássio vira símbolo para reação e título

 
       
 

o goleiro nunca perdeu uma decisão pelo Corinthians e simboliza o espírito vencedor para bater o Cruzeiro na Arena nesta quarta e levar a Copa do Brasil

 
  Por:

Voz da Fiel

17/10/2018 07:52:16  
       
 
 
 
       
   Invicto em finais, Cássio vira símbolo para reação e título   
  Foto: Lance  
       
  O Corinthians precisará fazer valer seu espírito vencedor para virar contra o Cruzeiro e conquistar a Copa do Brasil nesta quarta-feira na Arena. Neste sentido, nenhum outro jogador representa melhor o a alma vencedora alvinegra, presente nos últimos anos, do que o goleiro e capitão Cássio. Desde que chegou ao clube, em 2012, ele jamais perdeu uma decisão.

Super-herói de grande parte da torcida do Corinthians e considerado por muitos o maior goleiro da história do clube, Cássio disputou seis finais e venceu todas. Estreou no palco com o título da Libertadores em 2012, depois Mundial no mesmo ano, Paulista e Recopa em 2013, e por fim Paulista em 2017 e 2018. Uma empilhadeira de taças, que ainda conta com dois Brasileiros de pontos corridos, em 2015 e 2017.

Os números de Cássio refletem o momento vencedor do Corinthians. A única vez que o time perdeu uma final nesta década foi no Paulista de 2011, que acabou vencido pelo Santos de Neymar. O clube também venceu o Brasileiro de 2011 e, neste século, possui a hegemonia de títulos da competição, com quatro conquistas.
 
      
 

 
  Na história do clube, o possível título contra o Cruzeiro representará outro marco para Cássio. Ao lado de Danilo, ele é o maior vencedor do grupo com oito taças. Eles ficam atrás apenas do goleiro Julio Cesar, com nove, e de Marcelinho Carioca, maior vencedor da história do clube com dez conquistas.

Agora capitão, Cássio vem erguendo as taças do time desde o ano passado e tem papel fundamental nas conquistas. Dessa vez não será diferente. Como perdeu o jogo de ida por 1 a 0 em Belo Horizonte, o Corinthians não pode se dar ao luxo de sofrer gols na Arena. Como tem tido dificuldade para marcar, ter as redes balançadas pode significar adeus ao caneco. Aí que entra a importância do paredão. Se o goleiro não sofrer gol, o Corinthians precisará de dois gols para ficar com o título ou um para levar a decisão para os pênaltis. Tem gente com fome de título e sabe como ganhar. Cássio é um deles.
 
      
   
 

 
 
Avaliação desta notícia vai para: Marcio Porto (Lance)