VOZ DA FIEL

    Aqui é o lugar onde a Fíel Torcída é ouvída de verdade

       
  Há 70 anos Luizinho estreava pelo Corinthians  
       
  Segundo o Corinthians, o meio-campista é o segundo jogador com mais jogos pelo Alvinegro  
  Por: Voz da Fiel 28/11/2018 12:42:01  
       
 
 
 
    
     
  Foto: Reprodução/Internet/Voz da Fiel  
       
  70 anos atrás o meia-direita Luiz Trochillo entrava em campo pelo Corinthians e marcava o seu primeiro gol pelo Timão. Luizinho, como era conhecido, entrou em campo em 606 jogos marcando 175 gols. É, até hoje, o segundo jogador com mais partidas pelo Alvinegro.

Luizinho chegou ao Corinthians em 1948 e entrou em campo no dia 28 de novembro na vitória por 5 a 1 do Corinthians sobre o Hepacaré de Lorena.

O jogo foi válido pelo amistoso estadual e aconteceu no General Affonseca, em Lorena, no interior de São Paulo.

O meio-campista conquistou seis títulos pelo Timão, sendo três vezes o Campeonato Paulista (1951, 1952 e 1954) e três Torneios Rio-São Paulo (1950, 1953 e 1954).
 
      
 
 
 
  A conquista do quarto centenário foi um dos títulos mais importantes da história do Corinthians, onde todos os clubes de São Paulo queriam esse campeonato.

Talvez esse time não tenha tanta importância para muitos corinthianos, nem mesmo o título talvez esteja tão bem guardado na memória alvinegra como merece. O ano era 1955, mas a decisão era referente ao Campeonato Paulista do ano anterior e o craque do time alvinegro era Luizinho, O Pequeno polegar.

Como já era de hábito até aquela época, o Campeonato Paulista terminaria apenas no ano seguinte. a final tinha nada mais nada menos que o grande Dérbi. O grande Corinthians enfrentava o rival verde que não ganhava título a algum tempo. Na primeira partida, ainda em Outubro de 1954, o time da Barra Funda quase surpreendeu o alvinegro, mas Luizinho tratou de empatar a partida e Baltazar, O Cabecinha de Ouro, virou a partida. A vantagem de empate era corinthiana.

O grande jogo só iria ocorrer 4 meses depois. O desespero dos porcos era tão grande que procurou um Pai de Santo para encontrar uma forma de vencer o Coringão. A orientação: jogar de azul. Talvez a espectativa era de não parecer o rival e não perder mais um título.

Luizinho logo no inicio da partida mostrou que aquele não era dia de sorte para o adversário. Mesmo com o empate no fim da segunda etapa, o resultado não era suficiente para tirar o título do Parque São Jorge.

Aquele time ficou famoso por dois feitos, um deles por ter sido o último título antes de taça em 1977 do Campeonato Paulista, e também por ser reconhecido como um dos melhores times da história do Corinthians.

Elenco 1954

Gylmar (Cabeção / Bino); Homero (Murilo) e Olavo (Belfare / Alan); Idário, Goiano (Touguinha) e Roberto Belangero (Julião); Cláudio, Luizinho, Baltazar, Rafael (Nelsinho / Carbone) e Simão (Mário). Técnicos: Newton Senra (1950-1951), Rato (1951-1954) e Oswaldo Brandão (1954).

Vale reparar em alguns nomes que estão imortalizados por rara habilidade. Gylmar, que anos depois seria o goleiro da seleção no primeiro título mundial. Idário, zagueira de rara habilidade. Belangero, conhecido pela incrivel capacidade de bater na bola. Cláudio, O Gerente, maior artilheiro da história alvinegra. Luizinho, pequeno Polegar, baixinho de grande habilidade.

Baltazar, o Cabecinha de Ouro, conhecido por ser melhor que o Pelé em cabeçadas. E no banco dois treinadores com muita história, primeiro Rato, grande jogador do Corinthians e que repetiu os títulos como treinador e Oswaldo Brandão, que por muitos é considerado o maior técnico que já pisou no Parque São Jorge.