& vbCrLfFrase da barra de menu desktop
Logo Voz da Fiel Titulo mobile
       
 

Gustavo Silva aposenta apelido e diz ter talento para fazer gols

 
       
 

Atacante diz que não quer mais ser chamado de Gustavo Mosquito: "Uma nova fase"

 
  Por:

Voz da Fiel

23/10/2018 18:12:37  
       
 
 
 
       
   Gustavo Silva aposenta apelido e diz ter talento para fazer gols   
  Foto: Marcelo Braga/Globo Esporte  
       
  Essa será a última matéria em que Gustavo Silva será chamado de Gustavo Mosquito. Aos 21 anos, o atacante é o primeiro reforço apresentado pelo Corinthians para 2019. Formado no Coritiba, o jogador pediu em sua primeira entrevista coletiva que o apelido de infância fique para trás.

– Daqui para frente, não gostaria mais de ser chamado de Mosquito, até falei com a assessoria de impensa quando cheguei. Entramos num acordo e não vamos mais usar o apelido. Agora é Gustavo ou Gustavo Silva. Esse Mosquito ficou no Coritiba, é uma nova fase. Optei por tirar.

Gustavo Silva assinou contrato com o Corinthians até o fim de 2022. Com pré-contrato acertado com o Timão desde maio, ele tentou conseguir a liberação antes para se apresentar ao clube, mas não obteve sucesso. Assim, ficou até setembro treinando separado do elenco. No período, se desvinculou do clube paranaense na Justiça, alegando a falta de pagamento de direitos trabalhistas.
 
      
 

 
  – Foi uma longa história, aconteceram vários fatores, não gostaria de entrar em detalhes. Houve um pouco de sacanagem por parte do Coritiba, da diretoria, não quero entrar em detalhes e causar polêmica. Agora passou, foco no Corinthians – destacou.

Há quase um mês do clube, ele vive rotina de treinos junto do elenco e tem situação semelhante à do lateral-direito Michel Macedo, que também só poderá jogar no ano que vem.

Fã de Rodriguinho, Gustavo pode ser uma nova esperança de gols para um ataque com tantos problemas.

– Minha característica é a velocidade, chegar ao fundo e chutar cruzado. Gosto de fazer gol, quem não gosta? Mas tenho esse dom, esse talento de fazer gols. Jogo por dentro também.

No Coxa, Mosquito ganhou projeção em 2017 pela artilharia do Brasileiro Sub-20, quando marcou nove gols. Por conta da briga nos bastidores, ele não chegou a jogar pelo profissional do Coxa.
 
      
   
 

 
 
Avaliação desta notícia vai para: Marcelo Braga (Globo Esporte)