& vbCrLfFrase da barra de menu desktop
Logo Voz da Fiel Titulo mobile
       
 

Fora do Torneio da Flórida, Timão busca adversários no Brasil

 
       
 

a ideia do departamento de futebol é promover um quadrangular no início do próximo ano

 
  Por:

Voz da Fiel

13/11/2018 15:43:15  
       
 
 
 
       
   Fora do Torneio da Flórida, Timão busca adversários no Brasil   
  Foto: Marcelo Braga/Globo Esporte  
       
  Embora ainda não tenha sua vida resolvida no Brasileirão, o departamento de futebol do Corinthians já discute o planejamento de 2019 e quer começar o ano com amistosos.

Fora do Torneio da Flórida (EUA) pela primeira vez após quatro participações, a ideia é enfrentar rivais no Brasil antes do Paulistão, que começa em 20 de janeiro.

– Nos últimos anos, até tivemos sucesso fazendo a pré-temporada na Flórida, mas entendemos que será melhor estar aqui, temos uma estrutura importante no CT. Não perderemos três ou quatro dias com viagens. O tempo de preparação é curto, e trabalhamos para ter grandes amistosos contra bons times para ter uma amostra da nossa equipe – disse o diretor de futebol Duílio Monteiro Aves.

Contatos iniciais com clubes brasileiros já foram feitos, mas ainda não há acordo fechado.
 
      
 

 
  O Corinthians quer organizar ao menos um jogo na Arena, que ficará sem arrecadação de bilheteria durante dezembro e boa parte do mês de janeiro. Vale lembrar que, neste período, o clube tem de seguir arcando com R$ 5,9 milhões mensais do financiamento do BNDES.

– Existem algumas possibilidades, temos a ideia de fazer um quadrangular, parecido com o que acontece no Torneio da Flórida, mas perto de casa, para termos mais tempo de preparação física e mais tranquilidade para trabalhar – completou Duílio Monteiro Alves.

Em 2018, o Corinthians viajou para os Estados Unidos no dia 7 de janeiro, e lá enfrentou PSV, da Holanda, e Rangers, da Escócia. A chegada ao Brasil aconteceu no dia 14 de janeiro. Três dias depois, a equipe estreou no Campeonato Paulista em jogo diante da Ponte Preta, no Pacaembu.
 
      
   
 

 
 
Avaliação desta notícia vai para: Bruno Cassucci (Globo Esporte)