& vbCrLfFrase da barra de menu desktop
Logo Voz da Fiel Titulo mobile
       
 

Fagner volta a participar de um gol após três meses

 
       
 

o lateral-direito cobrou a falta do primeiro gol de Danilo na vitória por 2 a 1 diante do Bahia

 
  Por:

Voz da Fiel

30/10/2018 06:56:54  
       
 
 
 
       
   Fagner volta a participar de um gol após três meses   
  Foto: Daniel Augusto Jr/Agência Corinthians  
       
  Os gols da vitória do Corinthians por 2 a 1 sobre o Bahia, no último sábado, na Arena, não marcaram apenas o reencontro de Danilo com a bola na rede, mas também foram importantes para Fagner. O lateral-direito não participava diretamente de um gol com assistência há mais de três meses.

Titular absoluto do Corinthians, o camisa 23 tem quatro assistências no ano, três no Brasileirão. Ele já havia dado passes a gol a Balbuena (contra a Ferroviária, no Paulistão), Clayson (contra o Paraná) e Romero (contra o Botafogo). O último lance ocorreu no dia 19 de julho, no primeiro turno.

Em quase cinco temporadas no Corinthians, Fagner acumula 29 passes para gol. O melhor desempenho aconteceu em 2016, quando proporcionou dez jogadas que acabaram em gol.
 
      
 

 
  Por conta de sua participação na Copa do Mundo da Rússia e também por lesões musculares recentes, o lateral-direito jogou menos até aqui em 2018.

Até agora, fez 42 jogos pelo Corinthians. Se participar de todas as rodadas finais do Brasileirão, pode chegar a 49 em dezembro. O número será inferior ao feito nas últimas quatro temporadas: 2017 (56), 2016 (58), 2015 (51) e 2014 (54).

Ciente de que ele pode voltar a se ausentar em jogos importantes em 2019, a diretoria já contratou um reserva imediato: Michel Macedo, de 28 anos, que foi apresentado na última semana. Neste ano, Mantuan, Gabriel e Thiaguinho foram improvisados na função quando Fagner não atuou.

Curiosamente, Fagner é o jogador do Corinthians que vive um jejum mais longo de gols no elenco. Ele ainda não marcou neste ano, assim como aconteceu também em 2017. Seu último tento saiu em 22 de maio de 2016, na derrota por 3 a 2 para o Vitória, pelo Campeonato Brasileiro.
 
      
   
 

 
 
Avaliação desta notícia vai para: Marcelo Braga (Globo Esporte)