& vbCrLfFrase da barra de menu desktop
Logo Voz da Fiel Titulo mobile
       
 

Em jejum, Romero atinge recorde pelo Corinthians

 
       
 

o paraguaio é o artilheiro do Timão no Campeonato Brasileiro, mas não marca há 19 jogos

 
  Por:

Voz da Fiel

04/11/2018 09:56:28  
       
 
 
 
       
   Em jejum, Romero atinge recorde pelo Corinthians   
  Foto: Daniel Augusto Jr/Agência Corinthians  
       
  Já faz tempo que Romero ganhou o status de titular absoluto do Corinthians, mas a importância do atacante paraguaio no elenco alvinegro só cresce. Prova disso é que, neste domingo, diante do Botafogo, ele chegará a 59 partidas pelo Timão no ano, recorde dele desde que chegou ao clube, em 2014.

A melhor marca até então era da última temporada, quando Romero disputou 58 jogos.

O recorde é fruto do vigor físico do atacante e da falta de lesões e suspensões. Porém, também estão faltando gols.

Romero vem em um momento ruim e passou em branco nos últimos 19 jogos que disputou pelo Corinthians. A última vez foi há dois meses, diante da Chapecoense, em 1 de agosto.

Mas há um alento. Romero revê a partir deste domingo a sequência de jogos em que brilhou no primeiro turno do Brasileirão. Em quatro partidas, contra Botafogo, São Paulo, Cruzeiro e Vasco, ele marcou seis gols.
 
      
 

 
  Graças a essa série o paraguaio se tornou o artilheiro do Corinthians no Brasileirão.

Na partida do Engenhão, válida pela 32ª rodada do Brasileirão, a equipe comandada por Jair Ventura depende ainda mais de Romero. Isso porque não poderá contar contar com Jadson, artilheiro e maior assistente da equipe na temporada. O camisa 10 se recupera de um edema na panturrilha direita.

Enquanto tenta reencontrar os gols, Romero discute a renovação de contrato com o Corinthians. O vínculo dele com o Timão vai até 14 de julho de 2019.

– Começamos a conversar. Ele tem contrato que vence ano que vem. Se não quiser renovar, não vai renovar. Estamos fazendo o máximo. Ele quer continuar. Vamos tentar chegar a um acordo. A lei é essa, não tem discussão – disse o presidente corintiano, Andrés Sanchez, em entrevista recente.
 
      
   
 

 
 
Avaliação desta notícia vai para: Bruno Cassucci (Globo Esporte)