& vbCrLfFrase da barra de menu desktop
Logo Voz da Fiel Titulo mobile
       
 

Danilo Avelar estranha maratona de jogos

 
       
 

lateral atuou os últimos oito anos na Europa e ainda não se acostumou à realidade brasileira

 
  Por:

Voz da Fiel

15/08/2018 13:52:51  
       
 
 
 
       
   Danilo Avelar estranha maratona de jogos   
  Foto: Marcelo Braga/Globo Esporte  
       
  Desde que Danilo Avelar deixou o Brasil para atuar na Europa, em 2010, muita coisa mudou no Brasil. Mas não foi o cenário econômico, o ambiente político ou qualquer fator social o que mais espantou o lateral-esquerdo no retorno ao país após oito anos para defender o Corinthians. Ele se chocou com algo que nem é muito novo por aqui: o intenso calendário do futebol.

Depois de rodar por Ucrânia, Alemanha, Itália e França, Danilo Avelar achou que conseguiria ficar mais próximo da família morando no Brasil, mas mal tem conseguido ficar em casa.

– Estava até conversando com a minha namorada, o que mais senti de diferente é o tempo. Passo mais tempo no clube, com viagens, jogos e treinos do que em casa. Na Europa, eu tinha muito mais tempo em casa. Ficava duas horas no treino, às vezes no período da tarde... Tinha tempo com a minha família. Aqui não. Você concentra, na quarta fica o dia inteiro fora, na quinta treina, na sexta já concentra para o jogo do fim de semana. Senti diferença logística e de tempo, não consigo nem ir ao shopping, nada – afirmou.
 
      
 

 
  Avelar estreou pelo Corinthians há 42 dias e, nesta quarta-feira, fará a sua décima partida pelo clube, diante da Chapecoense, valendo vaga na semifinal da Copa do Brasil – como venceu ma Arena por 1 a 0, o Timão joga pelo empate na Arena Condá.

A maratona de jogos, que espanta o jogador, também preocupa o Corinthians. O preparador físico Anselmo Sbragia explica os cuidados especiais para que o lateral-esquerdo não se machuque.

– Como ele passou muito tempo fora do Brasil, nosso cuidado com ele é extremo pela sequência. Tanto que, em alguns jogos, estamos poupando o Avelar, ele não passou por isso na carreira nos últimos oito anos. É questão de readaptação, o jogo aqui é diferente, tem mais amplitude que lá fora, tem as viagens, os deslocamentos e a amplitude térmica onde jogamos – listou.

Natural de Paranavaí, no interior do Paraná, Avelar ainda não conseguiu voltar à cidade natal por conta da correria.

Apesar da falta de tempo, o lateral está convicto de que não poderia haver melhor decisão neste momento do que voltar ao Brasil:

– Em oito anos de Europa eu estive bem lá, se vive bem, você tem uma vida perfeita. Mas aqui estou mais feliz do que eu era lá. Estou em casa! Saí muito novo, não vivenciei muito isso aqui. Sei que a minha família está bem por eu estar perto. É melhor eles pegarem um voo de uma horinha e virem me ver do que fazer 15 horas de voo e ter que parar trabalho para visitar o filho. Eu sei que eles estão bem e, consequentemente, eu estou bem. Além da realização de um sonho, de estar no time do meu coração, no Corinthians, eu estou feliz. Isso só soma – declarou Avelar.
 
      
   
 

 
 
Avaliação desta notícia vai para: Bruno Cassucci (Globo Esporte)