& vbCrLfFrase da barra de menu desktop
Logo Voz da Fiel Titulo mobile
       
 

Corinthians sofreu um terço dos gols em jogadas pelo alto

 
       
 

dos 34 gols sofridos pelo Timão no Brasileirão, 11 foram em bolas aéreas

 
  Por:

Voz da Fiel

25/11/2018 10:23:47  
       
 
 
 
       
   Corinthians sofreu um terço dos gols em jogadas pelo alto   
  Foto: Globo Esporte  
       
  A defesa do Corinthians, que já foi sinônimo de solidez e o principal setor da equipe, não vive uma boa temporada. O Timão sofreu 67 gols em 75 jogos no ano, média de 0,89 por jogo. No ano passado, por exemplo, o número foi bem menor: 0,67 por partida.

Muitos fatores ajudam a explicar a fase ruim, mas um tem ficado evidente no Brasileirão: a dificuldade na marcação em jogadas pelo alto.

Dos 34 gols que o Corinthians sofreu no campeonato, 11 foram em bolas aéreas. Ou seja, aproximadamente um em cada três gols sofridos (32,4%) sai assim.

Foi desta forma que o Atlético-PR conseguiu derrotar o Corinthians na última quarta-feira, na Arena da Baixada. No início do segundo tempo, o zagueiro Léo Pereira aproveitou cobrança de escanteio, subiu livre de marcação e cabeceou a bola para as redes do Timão.
 
      
 

 
  A sucessão de erros na marcação deste tipo de jogada tem incomodado o técnico Jair Ventura.

– A gente falou muito sobre a bola parada, vocês viram meu treino de véspera, foi só bola parada. É o que eu sempre faço, mas tem sido nosso grande vilão. O maior índice de gols que tomamos desde que eu cheguei foi assim – declarou o treinador, após a partida.

Neste domingo, o Corinthians se despede de sua arena em 2018 diante da Chapecoense, time que é forte nas jogadas pelo alto. Empate ou vitória livram o Timão do risco de rebaixamento.
 
      
   
 

 
 
Avaliação desta notícia vai para: Bruno Cassucci (Globo Esporte)