& vbCrLfFrase da barra de menu desktop
Logo Voz da Fiel Titulo mobile
       
 

Corinthians deve fechar ano com déficit de 18 milhões

 
       
 

Matias Romano Ávila, diretor financeiro do Timão, detalha contas, comenta dívida da Arena e promete grandes reforços

 
  Por:

Voz da Fiel

12/12/2018 17:08:19  
       
 
 
 
       
   Corinthians deve fechar ano com déficit de 18 milhões   
  Foto: Bruno Cassucci/Globo Esporte  
       
  Apesar de esforços para reduzir gastos, o Corinthians fechará 2018 com as contas no vermelho. A previsão de Matias Romano Ávila, diretor financeiro do Timão, é de um déficit de R$ 18 milhões.

Mesmo assim, Ávila adota discurso otimista e afirma que o Corinthians tem capacidade para investir em reforços para 2019:

– O Corinthians vai trazer bons jogadores. A política de contenção contábil segue sendo mantida. Tem muitas formas de fazer aquisição de atletas, não precisa pagar o salario "na cabeça", pode fazer parcerias, discutir vendas futuras... – comentou o diretor financeiro.

Segundo Matias Romano Ávila, com o fim do contrato de alguns jogadores emprestados ou que não estão sendo aproveitados, o clube ganhará fôlego para investir.

Para 2019, o Corinthians planeja ter superávit de R$ 650 mil. O número consta do orçamento do clube, aprovado na última terça-feira em reunião do Conselho Deliberativo.

Isso se deve, entre outras coisas, ao incremento nos valores recebidos pelos direitos de TV, que deve saltar para R$ 240 milhões, e num acerto com um patrocinador máster. Segundo o diretor financeiro, há negociações avançadas neste sentido. O clube espera receber R$ 42 milhões com anúncios no uniforme.

Além disso, o Timão pretende reduzir a folha salarial de R$ 210 milhões por ano para R$ 190 milhões.

Na entrevista coletiva desta quarta-feira o diretor financeiro do Corinthians também minimizou o impacto do clube social nas contas do clube, mas reconheceu que os esportes amadores são deficitários. Mesmo assim, ele ponderou:

– O Corinthians se equipara a outros grandes clubes do mundo. Na verdade, só existem três clubes do mundo que têm futebol profissional, de base, feminino, basquete, vôlei, futebol de salão e natação. Três: Real Madrid, Barcelona e Corinthians – declarou.
 
      
 

 
  Arena

O Corinthians teve de socorrer as contas do estádio com R$ 9 milhões neste ano e prevê gastar R$ 6 milhões em 2019. Segundo Matias Romano Ávila, a tendência é que isso não seja mais necessário no futuro, com a venda dos naming rights da arena e outras fontes de receitas.

Segundo o diretor, no momento o clube finaliza um acordo com a Caixa Econômica Federal em relação ao financiamento da obra em Itaquera. Nesta negociação, o Timão acertou que em dezembro, janeiro e parte de fevereiro, quando os campeonatos são interrompidos, o valor das parcelas do financiamento caiam de R$ 6 milhões para R$ 2 milhões.

Mais números:

Além dos R$ 42 milhões com patrocínios no uniforme, o Corinthians espera arrecadar R$ 21 milhões no contrato com a Nike, fornecedora de material esportivo do clube.

Veja outras receitas previstas para 2019:

- Direitos de TV: R$ 240 milhões;

- Fiel Torcedor: R$ 6 milhões;

- Licenciamentos: R$ 9,9 milhões;

- Bilheteria (valor destinado ao pagamento da Arena): R$ 75,3 milhões;

Para estimar os valores a receber no ano que vem, o Corinthians adotou cautela. O clube considera que chegará no 7º lugar no Campeonato Brasileiro e nas oitavas de final na Copa do Brasil e da Copa Sul-Americana.
 
      
   
 

 
 
Avaliação desta notícia vai para: Bruno Cassucci (Globo Esporte)