& vbCrLfFrase da barra de menu desktop
Logo Voz da Fiel Titulo mobile
       
 

Corinthians aposta em mistério e privacidade para final de quarta

 
       
 

o técnico Jair Ventura barra a presença da imprensa nos primeiros trabalhos da semana

 
  Por:

Voz da Fiel

15/10/2018 07:20:14  
       
 
 
 
       
   Corinthians aposta em mistério e privacidade para final de quarta   
  Foto: Marcelo Braga/Globo Esporte  
       
  O técnico Jair Ventura começa a semana com mistério na preparação do Corinthians para a grande final da Copa do Brasil, na quarta-feira, às 21h45 (de Brasília), na Arena, diante do Cruzeiro.

Assim como fez na manhã de domingo, horas depois da derrota por 1 a 0 para o Santos pelo Brasileirão, a comissão técnica optou por fechar o acesso da imprensa na atividade desta segunda-feira à tarde. A tendência é que Jair leve todo o elenco para campo e busque soluções ofensivas.

– Quando a gente fecha o treino, a gente tenta fazer algo diferente, não é para esconder de vocês (imprensa), deixo isso claro, mas para tentar surpreender nosso adversário – disse, no sábado.
 
      
 

 
  O trabalho de segunda-feira será a principal atividade do elenco antes da grande decisão – a concentração antecipada começará logo depois da atividade. Na terça-feira, o treinamento será realizado no gramado da Arena Corinthians, com portões abertos para a torcida. Pelo clima diferente do CT, há sempre o risco de desconcentração do grupo.

Se puder contar com todo o elenco, o Corinthians deve jogar na quarta com Cássio, Fagner, Léo Santos, Henrique e Danilo Avelar; Ralf e Douglas; Romero, Jadson, Mateus Vital e Clayson.

O zagueiro Léo Santos deixou o clássico contra o Santos com dores musculares e ainda é dúvida. Romero, que treina na seleção paraguaia com Sergio Díaz, deve voltar ao Brasil já nesta segunda.

Como perdeu por 1 a 0 para o Cruzeiro no Mineirão, na quarta-feira passada, o Corinthians terá que vencer para ser campeão da Copa do Brasil. Se for por um gol de diferença, a decisão será nos pênaltis – o gol fora de casa não vale como critério de desempate.
 
      
   
 

 
 
Avaliação desta notícia vai para: Marcelo Braga (Globo Esporte)