VOZ DA FIEL

    Aqui é o lugar onde a Fíel Torcída é ouvída de verdade

       
  Contra o Cruzeiro Timão iniciava disputa pelo título Brasileiro de 98  
       
  Segundo o Corinthians, no Mineirão o Alvinegro deu o primeiro passo rumo ao bicampeonato nacional  
  Por: Voz da Fiel 13/12/2018 16:40:17  
       
 
 
 
    
     
  Foto: Corinthians  
       
  Nesta quinta-feira (13), há exatamente 20 anos, realizava-se o primeiro jogo da final do Campeonato Brasileiro de 1998, ano da conquista do bicampeonato nacional do Corinthians. Na estádio do Mineirão, o Timão enfrentou o Cruzeiro e empatou pelo placar de 2 a 2, com gols de Dinei e Marcelinho Carioca.

Comandado pelo treinador Vanderlei Luxemburgo, o Timão estava escalado com: Nei; Índio, Batata, Gamarra e Silvinho; Gilmar, Vampeta, Rincón e Marcelinho Carioca; Edílson e Didi. Ricardinho, Amaral e Dinei ainda entraram em campo no decorrer da partida.

Líder ao fim da primeira fase o Timão chegou para a decisão com moral para ir em busca do título. Logo nos primeiros instantes da partida, o camisa 10, Edílson, driblou o zagueiro cruzeirense dentro da área, sofreu o pênalti e o juiz não assinalou nada. Apesar das poucas chances criadas na primeira etapa, os mandantes abriram o placar faltando apenas 3 minutos para o fim da primeira etapa.
 
      
 
 
 
  Na volta do intervalo, logo no primeiro minuto da segunda etapa, o Cruzeiro ampliou a vantagem. No entanto, aos 8 minutos, o atacante Dinei - que havia entrado no lugar de Didi - recebeu passe de Edílson e empurrou para o fundo do gol. Com a Fiel inflamada nas arquibancadas do Mineirão, o Coringão aproveitou o momento da partida e foi para cima da equipe mineira.

Aos 13 minutos, Dinei apareceu novamente. Em bela jogada pela lateral da área adversária, o atacante cruzou com o pé esquerdo na cabeça de Marcelinho Carioca. O ‘pé de anjo’, com seus 1,68 metros de altura, subiu sozinho na pequena área para empatar o jogo. Com o placar de 2 a 2, o Corinthians voltou para São Paulo precisando de um vitória simples para assegurar a taça. No entanto, por conta do empate por 1 a 1 no segundo jogo, a decisão ficou somente para a terceira partida, vencida por 2 a 0 pelo Alvinegro.