& vbCrLfFrase da barra de menu desktop
Logo Voz da Fiel Titulo mobile
       
 

Clayson deve dar lugar a Roger em decisão no Timão

 
       
 

técnico Osmar Loss fechou o treino e deu poucas pistas do time que pega o Colo-Colo

 
  Por:

Voz da Fiel

29/08/2018 13:36:52  
       
 
 
 
       
   Clayson deve dar lugar a Roger em decisão no Timão   
  Foto: Daniel Augusto Jr/Agência Corinthians  
       
  O técnico Osmar Loss deu poucas pistas sobre a escalação do Corinthians que enfrenta o Colo-Colo nesta noite, às 21h45 (de Brasília), de olho numa vaga nas quartas de final da Taça Libertadores.

Em entrevista coletiva, ele só confirmou Ralf e Romero como titulares.

– E para por aí (risos) – brincou.

A tendência é que Clayson deixe a equipe para a volta de Romero, que cumpriu suspensão na vitória por 1 a 0 contra o Paraná Clube. Desta forma, o centroavante Roger seria mantido como titular no comando de ataque, num esquema 4-2-3-1.

Com três gols e cinco assistências na temporada, Clayson não vem tendo um grande pós-Copa. Desde o retorno dos campeonatos, ele participou de nove jogos, sendo oito deles como titular. No período, não marcou gols e nem deu assistências. No Brasileirão, ele tem um gol e uma assistência.

Clayson, aliás, será julgado na quinta-feira no STJD por ter atirado água em torcedores na Arena Condá, em Chapecó, e pode desfalcar o Corinthians por até seis jogos no Brasileirão.
 
      
 

 
  A manutenção de Roger na equipe passa por três coisas:

- A impressão que o time joga melhor com um nove de referência;

- O encaixe com o sistema com três zagueiros do Colo-Colo;

- A conclusão de que Roger só renderá melhor com ritmo de jogo.

O Timão ainda não sabe se terá Cássio em condições para começar o jogo. O goleiro não treinou nos últimos dois dias por dores no quadril. Ele está relacionado para o jogo junto com Walter.

Para chegar às quartas de final da Libertadores, o Timão terá de vencer o Colo-Colo por dois gols de diferença – se devolver o placar do Chile, 1 a 0, a vaga será decidida nos pênaltis.
 
      
   
 

 
 
Avaliação desta notícia vai para: Globo Esporte