& vbCrLfFrase da barra de menu desktop
Logo Voz da Fiel Titulo mobile
       
 

Carille encontrará pilares de sua época vencedora no Corinthians

 
       
 

veja as comparações do time treinado por Carille no início do ano e o que ele deve encontrar no seu retorno

 
  Por:

Voz da Fiel

11/12/2018 08:55:16  
       
 
 
 
       
   Carille encontrará pilares de sua época vencedora no Corinthians   
  Foto: Fernando Dantas/Gazeta Press  
       
  Fábio Carille não chegou a completar um ano e meio à frente do Corinthians antes de rumar à Arábia Saudita, em maio. Ainda assim, pode-se dizer que o técnico viverá em 2019 seu quarto momento com o time alvinegro sob seu comando, sem contar as situações em que trabalhou como interino.

O início do trabalho, em janeiro de 2017, que culminou no título Paulista no primeiro semestre daquele ano. A conquista do Campeonato Brasileiro após a janela de transferências de verão (início da temporada europeia). E, posteriormente, em 2018, a segunda taça Estadual, passando por um novo período de mercado quente, com a janela de inverno.

Nesse período, Fábio Carille conseguiu somar, além dos três títulos, 59 vitórias, 32 empates e 23 derrotas, o que lhe rendeu um aproveitamento de 61.1% dos pontos disputados.

Para manter o estigma de vencedor e levar o Corinthians a uma retomada na próxima temporada, o treinador terá à disposição três pilares de sua época vencedora: Cássio, Fagner e Jadson. Todos jogadores experientes, identificados com o clube, respeitados pela torcida e que são líderes do elenco corintiano.

Gabriel, Ángel Romero e Clayson foram outras peças importantes no passado recente do Timão, mas ainda são incógnitas para a temporada que se aproxima, devido ao momento de negociações e incertezas.
 
      
 

 
  Pedro Henrique, Mateus Vital e Paulo Roberto fazem parte de um grupo de jogadores que nunca se firmou como titular absoluto, mas que têm a confiança do ex e futuro treinador.

Titular na estreia de Carille e nos jogos que marcaram os títulos Paulista e Brasileiro em 2017, o volante Camacho está voltando de empréstimo depois de defender o Atlético-PR. Se ficar para 2019, é mais uma peça na qual o substituto de Jair ventura sabe o que pode extrair.

Relembre e compare "os Corinthians de Carille":

Início de 2017: Time da estreia: Cássio, Fagner, Pedro Henrique, Balbuena e Moisés; Gabriel; Romero, Camacho, Rodriguinho e Marlone; Jô.
*Jadson chegou em fevereiro.

Alguns reservas da época: Léo Príncipe, Yago, Vilson, Marciel, Cristian; Giovanni Augusto, Paulo Roberto, Guilherme, Marquinhos Gabriel e Kazim.

Paulistão 2017:

Jogo do título: Cássio; Fagner, Balbuena, Pablo e Guilherme Arana; Paulo Roberto, Jadson (Pedrinho), Camacho (Clayton), Maycon e Romero (Léo Jabá); Jô

Brasileirão de 2017:

Jogo do título: Caíque (Cássio não pôde jogar); Fagner, Pedro Henrique (Balbuena estava suspenso), Pablo e Guilherme Arana; Gabriel, Camacho (Jadson), Romero, Rodriguinho e Clayson (Maycon); Jô (Danilo)

Paulistão 2018:

Jogo do título: Cássio; Fagner, Balbuena, Henrique e Sidcley; Ralf, Maycon, Romero, Jadson (Emerson Sheik), Rodriguinho (Danilo) e Mateus Vital (Lucca)

Fim de 2018 (com Jair Ventura):

Time da despedida: Cássio, Fágner, Léo Santos, Henrique e Carlos; Gabriel (Douglas) e Thiaguinho; Pedrinho (Danilo), Jadson e Mateus Vital (Clayson); Romero
 
      
   
 

 
 
Avaliação desta notícia vai para: Tiago Salazar (Gazeta Esportiva)