VOZ DA FIEL

    Aqui é o lugar onde a Fíel Torcída é ouvída de verdade

       
  Clayson aponta trunfo de Osmar Loss  
       
  Segundo o FoxSports, atacante retomou os treinamentos com o Timão no CT Joaquim Grava após realizar uma artroscopia no joelho direito  
  Por: Voz da Fiel 29/06/2018 05:47:18  
       
 
 
 
    
     
  Foto: Reprodução/Internet/FoxSports  
       
  O atacante Clayson passou por mais um estádio da recuperação da sua lesão no joelho direito. Nesta quinta-feira, no CT Joaquim Grava, ele voltou a falar com a imprensa quase dois meses desde que passou por uma artroscopia no local, sorrindo bastante desde o momento em que entrou na sala de entrevistas. Já recuperado do problema, ele comentou os primeiros dias sob o comando de Osmar Loss e se colocou à disposição para os amistosos contra Cruzeiro e Grêmio.

“Tenho condição, sim. Creio que não os 90 minutos ainda, mais pela parte física. Já estou me sentindo melhor, consigo jogar”, disse o camisa 25, que não atua desde o empate por 0 a 0 com o Vitória, no final de abril, e só havia treinado nos últimos dias antes do recesso para a Copa do Mundo.

“Recuperação foi difícil, sim, período integral. Mas nós temos profissionais qualificados, tive um retorno antes do esperado. Vou trabalhando, buscando fortalecer ainda mais para ficar à disposição até o final da temporada”, disse Clayson, que já teve de encarar três treinos que quase extrapolaram as duas horas de duração, algo incomum na época de Fábio Carille.
 
      
 
 
 
     
  “Creio que os treinos têm sido pegados exatamente para a gente pegar esse ritmo de novo. O Osmar está fazendo um grande trabalho, impondo como ele quer que o time atue. Acho que ele tem que testar realmente para que a gente possa entender o mais rápido possível o que ele quer e consiga implantar dentro dos jogos”, avaliou, detalhando quais são as mudanças.

“Não muda muita coisa o trabalho dele para o Carille, só alguns detalhes. É importante, já vem de anos o trabalho, ele tem que implantar, sim, e nós temos que nos adaptar o mais rápido possível”, informou. Titular desde o ano passado, Clayson viu do banco a ascensão de Pedrinho e, sem pressa, não se viu assegurado na equipe.